Só a lembrar que, infelizmente, em Sintra, não faltam os mais sérios desafios para o exercício da cidadania. Tenho a certeza de que, apesar de muito estimulante para a luta cívica, este até nem é o caso mais urgente.

Outros há, gravíssimos, em que todo o movimento associativo sintrense TAMBÉM deveria estar a dar sinais de simultânea incomodidade.

A verdade é que, invariável, o alvo a apontar é deveras «incómodo». Mas a incapacidade, a inépcia e a letargia do actual executivo autárquico não podem ser mais visíveis!! Vejam-se os resultados que, sem dó nem piedade, prejudicam a qualidade de vida de residentes e visitantes.

Entre outros, eis alguns casos de luta que não podem ser mais desafiantes:

– contra a falta de parques de estacionamento periférico;

– contra a degradação do património municipal e privado em pleno Centro Histórico;

– contra atitudes de desrespeito como a que resultou no atentado à fachado do Hotel Central;

– contra a falta de medidas de animação cultural no complexo Casino de Sintra-Centro Cultural Olga Cadaval;

– contra a indigência a que chegou o Festival de Sintra;

– contra a incapacidade de honrar o Protocolo celebrado há quatro anos para acolher o importantíssimo espólio de Bartolomeu Cid dos Santos;

– contra a falta de identificação, in loco, dos sítios, edifícios de interesse e monumentos de Sintra;

– etc.

Que lista reduzida, replicarão. Mas, assim sendo, até parece que, de repente, todos estes problemas estão resolvidos, apesar de alguns ‘D Quixotes’ continuarem a afirmar e a lutar pela sua resolução…

 

João de Oliveira Cachado  ##  blog Sintra do Avesso

http://sintradoavesso.blogspot.pt/

 

(foto João de Mello Alvim » Chalet do Torreão comprado em 2009 para ampliação da Casa de Teatro de Sintra, e promessa eleitoral da sua concretização, inscrita no programa do PS às autárquicas de  2013)

Anúncios